Archive for abril \30\UTC 2012

h1

Os Centros Superiores

abril 30, 2012

Os “Centros Superiores” representam um conjunto de funções da consciência que extrapolam os estados mais comuns de ser e de perceber a realidade. O acesso pleno a essas funções permite que o indivíduo transponha seus estados comuns de percepção e compreensão da realidade, abrindo-o para uma nova forma de relação com o mundo que, dificilmente, pode ser comparada com a vida comum do dia a dia.

O fruto do acesso completo a esses Centros equivale ao que é chamado de “individualidade”, e que representa a expressão máxima do desenvolvimento que o ser humano pode alcançar. “Ao invés de uma atividade discordante e geralmente contraditória que nasce de diferentes desejos, existe um eu único, completo, indivisível e permanente; existe uma individualidade, dominando o corpo físico e seus desejos, capaz de sobrepujar tanto sua relutância quanto sua resistência. Ao invés de pensamento mecânico, há consciência. E existe vontade, isto é, um poder, que não é mais composto de vários desejos que pertencem aos diferentes eus, mas que nasce da consciência e é governada pela individualidade, ou por um único e permanente eu. Somente esse tipo de poder pode ser chamado de livre, pois ele é independente do acidente e não pode ser alterado ou dirigido por algo externo. […] Sua individualidade pode apenas crescer a partir de sua essência. Pode-se dizer que a individualidade de um homem é sua essência crescida e amadurecida. Mas para possibilitar que a essência cresça, é necessário, em primeiro lugar, enfraquecer a pressão constante da personalidade sobre ela, porque os obstáculos ao crescimento da essência estão contidos na personalidade.” (Ouspensky, 1993).

A terminologia relativa aos Centros Superiores foi primeiramente proposta por G. I. Gurdjieff e seus seguidores, e consiste em uma das bases conceituais da escola do Quarto Caminho. No entanto, o material prático relativo a esses estágios de desenvolvimento é escasso, o que dificulta uma abordagem que não seja exclusivamente teórica sobre esse assunto. Assim, foi elaborada uma metodologia de trabalho a partir dos princípios básicos apresentados por Gurdjieff, mas também, de algumas práticas originadas nas escolas sufis. O texto completo pode ser encontrado aqui: Centros Superiores.

h1

Celebração

abril 4, 2012

O tempo chegará
quando, com júbilo
você cumprimentará a si mesmo ao chegar
à sua própria porta, em seu próprio espelho
e cada um sorrirá diante do acolhimento do outro,
e dirá, sente-se aqui. Coma.

Você amará novamente o estranho que era você mesmo.
Ofereça vinho. Ofereça pão. Ofereça de volta o teu coração
para ti mesmo, para o estranho que te amou
toda a tua vida, aquele que te conhecia de cor
e a quem você ignorou em favor de outro.

Pegue de volta as cartas de amor da estante,
as fotos, os bilhetes desesperados,
descasque sua própria imagem do espelho.
Sente-se. Celebre sua vida.

Derek Walcott