Archive for julho \18\UTC 2011

h1

uma alma a transbordar

julho 18, 2011

Quero ir convosco,
quero encontrar vossos perigos frente a frente.
Sentir na minha face os ventos que gelaram as vossas,
cuspir dos lábios o sal dos mares que beijaram os vossos,
Ter braços na vossa faina, partilhar das vossas tormentas,
chegar como vós, enfim, a extraordinários portos!
Fugir convosco à civilização!
Perder convosco a noção de moral!
Sentir mudar-se no longe a minha humanidade!
Beber convosco em mares do sul
Novas selvagerias, novas balbúrdias da alma
Novos fogos centrais no meu vulcânico espírito!
Ir convosco,
despir de mim o meu traje de civilizado,
a minha brandura de ações,
meu medo inato de cadeias,
minha pacífica vida.
A minha vida sentada, estática e revista!
No mar, no mar,
Por no mar, ao vento, às vagas, a minha vida!
Sim, sim,
Crucificai-me nas navegações
E minhas costas desfrutarão minha cruz.
O que quero é levar para a morte
uma alma a transbordar de mar…

Fernando Pessoa

Anúncios